terça-feira, 18 de abril de 2017

Descansos, revitalizações, revigorações do guerreiro...


Como ser feliz mediunicamente?
Como ser um médium feliz?
Felicidade e mediunidade caminham passo a passo, mas nunca se encontram
inteiramente.


Quando se atua com a mediunidade ativa, encontra-se uma satisfação íntima,
dando ensejo a uma felicidade momentânea, criando assim campos propícios a
uma realização futura. A exteriorização dessa alegria é conseqüência do Bem
alcançado e doado a outrem, através da consciência limpa e tranqüila, podendo
então ser mostrada toda a beleza radiante que transparece no próprio ser.
Isso é ser um médium feliz!


Mas mediunidade não é só um roseiral a dar rosas e exalar seusperfumes, é
também, por vezes, um espinheiro revolto a machucar as mais íntimas sensações
e ilusões mediúnicas.


Quer sendo em trabalho mediúnico ou não, o médium tem de estar sempre atento
a esses espinhos que cruzam o seu caminho, poisisso aborrece, entristece, inibe
e, às vezes, faz abandonar todos os ideais engendrados e organizados por ele.


É preciso ter paciência, calma e estar equilibrado, antes de tudo, pois só assim é
que poderá ultrapassar os espinheiros difíceis da sua jornada, tendo, então,
abnegação, aprimoramento e elevação espiritual. 



O importante para o médium é
saber absorver todas essas virtudes, pois isso quer dizer quando acontece:
Mediunidade feliz! Ou felicidade mediúnica!


Quando se é um médium feliz, por vezes não se tem mediunidade feliz; o médium
tende a optar quase sempre por ser médium feliz, tal qual as rosas; ele prefere
ficar com elas a dar lugar aos espinhos a serem retirados, só que a rosa nasce e
cresce junto dos espinhos, sem que com isso fique feia e deixe de nos dar seu
aroma suave.


A mediunidade é um jardim aberto, repleto de rosas e espinhos, e o médium é seu
jardineiro, que tem de saber que a rosa não cresce só, precisa dos espinhos para
protegê-Ia; e o médium, assim como a rosa, há de permitir os espinhos
mediúnicos, para, quem sabe, talvez num futuro próximo, encontrar a verdadeira
felicidade mediúnica, sendo um médium feliz.


Não esqueça que para caminhar juntos aquilo que é bonito com aquilo que é feio,
sem dúvida é necessário antes de tudo muito amor.
Portanto, para ser médium, antes de tudo, é importante saber ter amor pela sua
mediunidade.


Agradecer, agradecer, agradecer em todos os sentidos pelo presente de descanso no feriado da semana santa no circuito das água nas "Terras das Geraes" para a boa revitalização, revigoração e descanso do guerreiro de Fato e de Direito do Aumbhamdam. Na oportunidade a harmonização da Pousada da querida filha de santé, Debora, bem como sua residência e a grande honra de conhecer Dona Cida, uma antiga guerreira ímpar do Aumbhamdam na cidade de Passa Quatro (MG) a mais de 40 anos. Reencontros iluminados sempre.


Salve nosso Pai Yorimá!!!Pakasha!!!
Salve nossa Mãe Yemanjá!!! Haba!!!
Salve nosso Pai Oxossi !!!Zaiatza!!!
Salve nosso Pai Ogum!!! Eamaka!!!
Somos o que há para alegria, agradecimentos, lealdade e transparência de muitos e inveja, desacerto, desvio de poucos..bem poucos...



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.